sábado, 7 de maio de 2011

Só Agora


Que me satisfaça até... até rasgar-me ao meio e eu possa envolvê-lo em meus braços, abarcá-lo em meu corpo. Que nada seja impossível fazer. E tudo, tudo isto, sem esperar, sem pedir, sem exigir, sem cobrar ter de volta! É tão pouco a dizer, pois as palavras, as palavras voam, soam e se dissipam...

--------------------------------------------------------------------------------------
Para o meu bebê...

3 comentários:

  1. Está lindo e diz tanto em tão poucas palavras,...

    Abs. In_Corretos

    ResponderExcluir
  2. Tudo o que quiseres... será um prazer poder sentir o teu gozo...

    ResponderExcluir
  3. Felizardo esse bebé...
    Beijos

    ResponderExcluir

Sou tua em corpo, alma e palavra. Leia-me, traduza-me e reescreva-me...sempre!