segunda-feira, 23 de maio de 2011

(Re)Encontro


Há tempos que não nos víamos, aliás, nem esperava que um dia fossemos nos rever.
Um telefonema. Número desconhecido. Atendo. Surpresa. Você. Morando por perto, conseguiu o número com um amigo em comum, essas coisas. O convite pra sair, beber alguma coisa, jogar conversa fora. Aceito, afinal, nada tínhamos a perder. Duas horas mais tarde nos encontramos. Insegurança. Como nos portar, sobre o que falar. Escolhemos aonde ir. Chegamos. Vem a cerveja. A conversa flui. Falamos sobre o trabalho, a cidade, velhos hábitos, nossos amores e desamores, da solidão... Entre copos de cerveja, começamos a rir de nossas presenças ali, de tudo que passamos para nos encontrarmos tão longe de onde nos conhecemos. Mais copos de cerveja. Lembranças vindo a tona. Olhos se cruzando, insinuações surgindo, revelações acontecendo, mãos se tocando, corpos se aproximando. Ficava fácil adivinhar como aquela noite terminaria e ambos não fizemos questão nenhuma de evitar este final.
De volta ao carro, já não havia mais como segurar o desejo que ressurgiu, o fogo que reacendeu. Nossos lábios se encontraram com um calor há tempos experimentado e agora revivido. Nossos corpos se colaram. As mãos redescobriram caminhos. A pele se arrepiou, reconhecendo um cheiro que um dia fora tão familiar. Mordidas no pescoço, beijos nos seios, mamilos entumecidos de prazer. Zíperes abertos. Mãos rápidas. Sexos molhados. Respiração ofegante. Salivas misturadas. Corpo pulsando. Tesão incontrolável. Teus dedos presos entre meus cabelos me levaram para cima de você. Ali mesmo, dentro do carro, numa rua qualquer, reencontramos aquilo que um dia perdemos em algum lugar do passado...
--------------------------------------------------------------------------------
E da mesma forma que aconteceu, acabou... e por isso que foi bom!
Outra pro meu bebê, que cresceu e se foi.

5 comentários:

  1. Este blog pegou no nosso pé de tal forma que chega a ser pessoal.

    Beijo In_Correto!

    ResponderExcluir
  2. CARACA WRONG! voce e a nadi contam suas aventuras de tal maneira que eu fico molhado soh de imaginar tudo isso acontecendo, puts, ensendeia tudo, bota fogo, vira cinza, materializando todo esse prazer, segundo o filosofo, sao nanoprazerotomos!

    ResponderExcluir
  3. Algumas redescobertas são tão gostosas, não? Ô coisa boa...
    Beijos, minha linda!!!

    ResponderExcluir
  4. delicia no carro em um canto qualquer..
    Passando para deixar uns BJSSS pra te aquecer!
    Boa Semana!
    Leo.SeximaginariuM
    vc contrataria os serviços de um garoto de programa?
    enquete no blog

    ResponderExcluir
  5. Isso é extremamente...excitante!

    ResponderExcluir

Sou tua em corpo, alma e palavra. Leia-me, traduza-me e reescreva-me...sempre!